Museus com um roteiro gastronômico

Museus, galerias e centros culturais estão sempre com ótimas exposições mas vão muito além disso! Com diversas opções gastronômicas para complementar o passeio. E foi pensando nisso que resolvemos fazer o #RoteiroAboutRio da semana com algumas dicas perfeitas para o seu próximo programinha cult ?

Restaurante Mauá, no alto do Museu de Arte do Rio

Do alto do Museu de Arte do Rio

Com um visual maravilhoso da nova Praça Mauá e do Museu do Amanhã, na cobertura da Escola do Olhar no Museu de Arte do Rio.

Perfeito ambiente, vista, atendimento e pratos. Com ingredientes típicos regionais brasileiros que dão toques e saborosos aos pratos.

Praça Mauá, 5, 6º piso (Museu de Arte do Rio) – Centro. Tel.: (21)  3031-2819. Ter. a dom., de 12h às 18h.

La Nave, o bistrô do Planetário

La Nave Bistrô Bar (Foto divulgação) museus

Instalado em um dos endereços mais emblemáticos da cidade, o Bistrô.Bar agrega uma cozinha artesanal contemporânea à cultura de um dos ícones da cidade, o Planetário da Gávea, combinando alta gastronomia e boa música na dose certa.

Enquanto a turma da PUC circula e as crianças brincam no parquinho, a Nave decola com uma cozinha artesanal contemporânea e carta de drinques que inspira o happy hour.

O nome veio de E la Nave Va, longa de Federico Fellini que se desenrola a bordo de um navio onde a alta gastronomia e a boa música dão o tom. Na cozinha do chef Daniel Pinho, tudo é artesanal: pães, linguiças, massas, sorvetes… quando não, saem da horta própria. Até os drinques do Bruno Limah levam insumos preparados na hora. No cardápio, muitas opções de entradinhas para passar o tempo, como o nhoque de banana-da-terra ao cumaru com croûtons de bacon e shiitake fresco e o bolinho de abóbora com panko e miolo de gorgonzola. Para a hora principal, a sugestão do chef é o Risoto Navegante de frutos do mar, que leva abacaxi, curry da Nave e molho de ostra. Para completar, a carta de vinhos apresenta uma seleção do prestigiado sommelier Paulo Nicolay.

Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100, Gávea. Tel.: (21) 3259-0255. Ter. a sex., de 19h às 00h; Sáb., de 19h até 01h.

Café da manhã o dia todo no Instituto Moreira Salles

O Jardim do Instituto Moreira Salles é uma padaria, bistrô e delicatessen que serve café da manhã o dia inteiro, quiches, omeletes, saladas e outros pratos deliciosos de almoço e jantar, com um serviço regado de atenção e simpatia.

Vencedores por duas vezes consecutivas do prêmio de melhor café da manhã do Rio pela Revista Veja. Em 2015 recebeu também o mesmo prêmio da Revista Época e do Caderno Zona Sul do O Globo.

Abriu a unidade no IMS recentemente, juntando o café da manhã – ou da tarde, ou da noite – à beira da piscina do IMS. Pãezinhos de gruyere, os melhores ovos marroquinos da cidade e, claro, bons drinques: tudo servido all day long!

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea (Estacionamento grátis no local, sujeito à lotação). Tel.: (21)32847424.

Arte Naif, programa para os pequenos e menu orgânico

Localizado no Cosme Velho, o MIAN é o maior museu de arte naïf da América Latina. Instalado em um casarão do século XIX, próximo ao Trem do Corcovado.– aí outra dobradinha possível! -, o museu tem no acervo mais de 6 mil obras de artistas.brasileiros e de mais de 100 países, que acabam de ceder espaço para a mostra Jogando com as Cores Naïf,.que úne arte e esporte através de cerca de 160 obras de 30 artistas naïfs brasileiros,.algumas já expostas no Museu Olímpico de Lausanne na Suíça, outras especialmente produzidas para a ocasião.

Um dos diferencias do espaço, porém, são as visitas mediadas.para crianças de 3 a 6 anos, além do Naïf para Nenéns, programação regular voltada para bebês. No Da Cozinha, café super charmoso do espaço, a chef Carmen Lima serve um menu.100% orgânico que varia diariamente, trazendo saladinhas combinadas com omeletes, quiches ou escondidinhos e bolos como o de laranja com calda de chocolate. No cardápio também estão sucos com gengibre e mel, além de cafés.

Rua Cosme Velho, 561 , Cosme Velho. Tel.: (21) 2205-8612. Ter. a sex., de 20h às 18h; Sáb. e dom., de 9h às 17h.

Gastronomia em prosa e verso no CCBB

É difícil conseguir um lugar no disputado bistrô do Centro Cultural Banco do Brasil, mas a espera compensa. Sob comando da dupla a frente da Prima Bruschetteria, Erik Nako e Cristiano Lanna, o cardápio brasileiro com toques mediterrâneos é servido dentro da Livraria da Travessa, e traz opções do café da manhã ao jantar distribuídas nos capítulos Sua Versão, opção para combinar uma proteína e um acompanhamento, e o Nosso Verso, que reúne receitas especiais dos chefs. Mas cientes de que é no fim de semana que a prosa se estende, a dupla armou um programa diferente: uma feijoada toscana, servida apenas de sexta a domingo. Feijões brancos, carnes de porco e boi, ervas frescas e tomate, servida com arroz, couve frita, farofa crocante e laranja. E o preço é interessante: a porção, para duas pessoas, custa R$ 69. Outros hits são o Croque Meu Senhor, misto gratinado de carne seca acebolada e queijo meia cura e o Oincbúrguer – servido o dia todo -, de porquinho com queijo Canastra no pão de mandioca, servido com fritas mistas e goiabada-balsâmico.Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Tel.: (21) 2263-8115. Qua. a seg., das 12h às 20h. 

Crepes e galletes à moda Bretã na Casa França Brasil

Casa França-Brasil (Foto divulgação) museus

Sucesso desde a sua inauguração em 2015, a Crepe Nouveau, empreitada do chef francês Olivier Cozan, já tem lugar cativo nessa lista. Com vista da varanda para a Candelária, a proposta é um charme: um cardápio de galettes, crepes à moda da Bretanha, terra natal de Cozan, crepes doces e saladinhas atende os paladares da manhã a noite. Até sanduba atual de sarraceno o chef serve! Entre as galettes, opções como a Montanha, com linguiça de cordeiro, cebola caramelizada e queijo minas e o super complete, que leva presunto cozido, emmental, ovo, molho prevençal e champignon parisiense. Na ala dos doces, perdição: maçã caramelizada com canela e caramelo ao flor de sal de Guérande, uma versão Mineira, com doce de leite artesanal, amêndoas e queijo minas. Aliás, a surpresa mesmo foi ver ele “cariocando” a ala com um recheio de brigadeiro com chocolate belga 70%.

Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro. Tel.: (21) 2263 6214. Seg. a dom., das 10h às 20h. 

Café do 18 do Forte – Forte de Copacabana

Forte de Copacabana (museus)

O Forte de Copacabana, localizado entre Copacabana e Arpoador, foi uma fortaleza militar importante, hoje desativado. É um dos mais belos cartões postais da cidade, com uma vista incrível da praia de Copacabana. Lugar perfeito para café da manhã e chá da tarde no tradicional Confeitaria Colombo e Café 18 do Forte.

Pç. Coronel Eugênio Franco, nº 1 – Posto 6, Copacabana. ; de terça a domingo e feriados, das 10 às 20 horas.

Dicas e/ ou sugestões de gastronomia nos museus cariocas? Compartilhe com a gente! ?