O melhor guia da cidade do Rio de Janeiro - About Rio

Jardim Botânico

Destaque

O Jardim Botânico é uma das mais belas e bem preservadas áreas verdes da cidade, é um exemplo da diversidade da flora brasileira e estrangeira. Nele podem ser observadas cerca de 6.500 espécies (algumas ameaçadas de extinção), distribuídas por uma área de 54 hectares, ao ar livre e em estufas. Uma visita quase que obrigatória, principalmente para os amantes da fotografia.



Informações

Endereço:

• Rua Jardim Botânico, 1008 (Possui bicicletários)
Estacionamento exclusivo para pessoas com severas deficiências de locomoção (veículos adesivados); permitida entrada de carros para embarque e desembarque de pessoas com dificuldades de locomoção (deficientes, idosos, grávidas)
• Rua Jardim Botânico, 920 (Possui bicicletário)
• Rua Pacheco Leão, 101 (somente pedestres)

Horário de funcionamento:

Terça à domingo de 8h às 17h.

Preço*: Individual: R$ 6,00
Gratuidade para:
Crianças até 7 anos
Adultos a partir de 60 anos residentes no Brasil ou em outros países que fazem parte do Mercosul.

Contato: +55 (21) 3874-1808 / 3874-1214

http://www.jbrj.gov.br/index.php

Acessibilidade: Sim

 

*(sujeitos à alterações)

Como Chegar

Carro - O acesso ao parque se dá pela rua Jardim Botânico, 1008. Há estacionamento no local e durante os fins de semana, podendo também utilizar o estacionamento do Jockey Club Brasileiro.

Metrô - Saltar na Estação Botafogo e tomar o Ônibus Integração Botafogo/Gávea.

Ônibus - Linhas: 131-158-161-162-170-172-173-176-178-186-309-316-317-410-438-439-511-512-522- 524-536-538-569-570-573-574-583-584-2014-775D-750D

Bicicleta - Pode-se chegar ao parque pela rua Jardim Botânico, 1008 e rua Jardim Botânico, 920. Ambas as entradas contam com bicicletário.

Fotos

Envia sua Foto

História

O Jardim Botânico foi fundado em Junho de 1808, após a transferência da corte portuguesa para o Brasil. Inicialmente tinha como finalidade receber plantas oriundas das Índias Orientais, no local também foi implementada uma fábrica de pólvora na sede do antigo Engenho de Cana de Açúcar de Rodrigo de Freitas.

O Jardim Botânico foi aberto para visitação em 1822, tendo alguns visitantes ilustres como Einstein e a Rainha Elisabeth II.

A instituição abriga ainda monumentos de valor histórico, artístico e arqueológico e a mais completa biblioteca do país especializada em botânica (no museu Botânico), com mais de 32 mil volumes, o maior herbário do Brasil, com cerca de 650 mil amostras desidratadas completamente informatizadas e disponíveis para o público na página da instituição e a antiga fábrica de pólvora que exibe escavações arqueológicas (na Casa dos Pilões). É responsável pela coordenação da Lista de Espécies da Flora do Brasil e pela avaliação de risco de extinção destas espécies.

Outras atrações são as estufas, o orquidário e o bromeliário. Além de lanchonete e, para as crianças, o ponto mais concorrido é o parquinho, com brinquedos como escorregador e balanços, além de tanque de areia, labirinto, quiosques e uma área para piquenique.

Com suas palmeiras imperiais o Jardim Botânico consegue fascinar a qualquer um que passa por ali, sempre uma ótima opção de passeio para quem quer relaxar, estudar, fotografar ou recuperar as energias da correria da cidade grande.


Comentários